Ocorreu um erro neste gadget

terça-feira, 2 de março de 2010

No Ádrio Da Biblioteca

Muitos liam palavras,outros ouviam palavras que se juntavam para formar uma história, de quem? De que? Ah entendi. Você é um mediador disse -me um senhor de pálpedras pesadas e olheiras escuras. Aquele domingo à tarde, a lezeira depois do almoço pesado. E assim foi a última performance na biblioteca central dos barris. Depois de várias chegou ao fim hoje. Passamos pelo passeio público, no mam, no palacete das artes, no trem, e no solar boa vista. O tempo foi curto porque tinha um horário para fechar. Cada um fez seu solo. Foi maneiro. Eu fiz um velho, o avô . Um homem veio até a mim e mim perguntou se eu era um intermediador? Eu disse que tentava buscar os dois lado. Ele me disse que eu tinha que ter muito cuidado, nao me doar, pra eu ficar sempre consciente. Porque o que eu tava fazendo era muito perigoso que abria. Me perguntou se eu assisti Poltergeist? Troquei de roupa ,e não vi o velho mais Isso foi na tarde de domingo do dia 28 de fevereiro de 2010. Buranga.

1 Comentário:

Hayaldo Copque disse...

E talvez ele tenha razão, afinal não só o texto como também nossas experiências na sala de ensaio, revelam que estamos tocando algo para além.

  ©Template by Dicas Blogger.

TOPO