Ocorreu um erro neste gadget

sexta-feira, 30 de abril de 2010

O Autor

MIA COUTO
Nascido António Emílio Leite Couto (Beira, 5 de Julho de 1955), é um escritor moçambicano, filho de portugueses que emigraram a Moçambique nos meados do século XX. Nasceu e foi escolarizado na Beira. Com catorze anos de idade, teve alguns poemas publicados no jornal Notícias da Beira e três anos depois, em 1971, mudou-se à cidade capital de Lourenço Marques (agora Maputo). Iniciou os estudos universitários em medicina, mas abandonou esta área no princípio do terceiro ano, passando a exercer a profissão de jornalista depois do 25 de Abril de 1974. Trabalhou naTribuna até à destruição das suas instalações pelos colonos em Setembro de 1975. Foi nomeado diretor da Agência de Informação de Moçambique (AIM) e formou ligações de correspondentes entre as províncias moçambicanas durante o tempo da guerra de libertação. A seguir trabalhou como diretor da revista Tempo até 1981 e continuou a carreira no jornalNotícias até 1985. Em 1983 publicou o seu primeiro livro de poesia, Raiz de Orvalho, que inclui poemas contra a propaganda marxista militante. Dois anos depois demitiu-se da posição de diretor para continuar os estudos universitários na área de biologia.
Além de ser considerado um dos escritores mais importantes de Moçambique, ele é o escritor moçambicano mais traduzido. Em muitas das suas obras, Mia Couto tenta recriar a língua portuguesa com uma influência moçambicana, utilizando o léxico de várias regiões do país e produzindo um novo modelo de narrativa africana. Terra Sonâmbula, o seu primeiro romance, publicado em 1992, ganhou o Prémio Nacional de Ficção da Associação dos Escritores Moçambicanos em 1995 e foi considerado um dos doze melhores livros africanos do século XX por um júri criado pela Feira do Livro do Zimbabué. Em 2007, foi entrevistado pela revista Isto É. Presentemente é empregado como biólogo noParque Transfronteiriço do Limpo.

*fonte: wikipedia

NATALIA LUIZA
Nasceu em 1960, na então conhecida metrópole de Lourenço Marques, onde residiu até aos 15 anos de idade. Em 1975, os pais de Natália Luíza decidiram enviá-la para Portugal, juntamente com a avó materna e as duas irmãs. Atualmente é atriz, encenadora, formadora, responsável pela direção de atores para televisão e, muitas vezes, pela serenidade da sua voz, declamadora de poesia. Estudou no Conservatório de Teatro e freqüentou o curso superior de psicologia, incompleto por não ter concretizado o estágio final.

Trabalhou na direção de atores da telenovela "Jóia de África". Paralelamente aos projetos pessoais, Natália Luíza também incluiu a África nos seus planos profissionais, sobretudo quando trabalha no Teatro Meridional, um projeto com 12 anos de existência. A "Casa do Mundo da Língua" é outro dos desafios futuros desta mulher eclética, que detesta a rotina e ama profundamente os imprevistos e as inquietações. Em Mar me quer foi responsável pela adaptação, juntamente com Mia Couto, para o teatro.

Seja o primeiro a comentar

  ©Template by Dicas Blogger.

TOPO