Ocorreu um erro neste gadget

quarta-feira, 14 de abril de 2010

E eis que surge uma luz!

Tem sido assim o processo do Mar me quer, repleto de luzes. Quando tudo parece nublado, quando apenas se suspeita para onde ir e tudo que temos de certo é quer há a dúvida, nos revelamos, ou melhor, somos revelados.

Nas instalações contamos com a luz de Diana Ramos que através das cirandas deixou rastros em nós, há algumas semanas foi a vez de Fabinho Vidal que chegou e nos permitiu criar tanta coisa bacana que ficamos confusos, sem rumo. Mas este encontro nos revelou que o caminho seguido até aquele momento era um bom caminho, estávamos na trilha. E nessa última semana nossos amigos Marco França, meu mentor em assuntos relacionados a música para cena, e Fernando Yamamoto, o japa paulista potiguar mais baiano que eu conheço, estiveram conosco e decodificaram uma proposta de encenação.

Felicidade geral! E também um sentimento de curiosidade, vontade de investigar, de descobrir, de ousar, de nos reinventar e mais do que isso, de brincar mais com as coisas temos feito, com as nossas improvisações.

Agora, cotinuamos por aqui trabalhando, nos divertindo bastante com tudo que temos produzido e anciosos pelos reencontros com Diana, com Fabinho, com Marco, Fernando e também os outros Clowns em Natal.

Postado por Roquildes Junior

Seja o primeiro a comentar

  ©Template by Dicas Blogger.

TOPO