Ocorreu um erro neste gadget

quarta-feira, 15 de setembro de 2010

Necessário

Necessário, sim! As apresentações do Mar Me Quer em Plataforma foram "necessárias". Não consigo encontrar outra palavra pra definir.

Confesso que a primeira semana da temporada que fizemos no Centro de Cultura de Plataforma foram difíceis. No primeiro dia uma platéia de estudantes adolescente super inquietos, conversavam o tempo inteiro e interagiam com o espetáculo de uma maneira diferente do que tinhamos vivido até o momento. No segundo dia foi o inverso. Um grupo de estudantes idosos foram nos assistir e, ao contrário da noite anterior em que a platéia respondia até demais as proposições do espetáculo, na sexta-feira os espectadores não queriam papo. Eles se mexiam, respiravam fundo e salvo uma senhora que estava agoniada por que tinha deixado cair a sombrinha e não conseguia pegar no escuro, o restante do público nem se movia. Nos dois dias fizemos o espetáculo tentando se adequar as platéias, tentando encontrar formas de fazer o público interagir.

Na segunda semana, porém, o caso se inverteu. Tivemos bons públicos e também fizemos ótimos espetáculos. E no final da última apresentação da temporada fomos presenteados com a presença de duas pesquisadoras da obra de Mia Couto que vieram de Brasília para Salvador diretamente para assistir ao espetáculo. Eis o motivo do meu título. As platéias da primeira semana foram necessárias, era preciso para o espetáculo e para nós esses encontros com essa platéias, pois nos forneceu a possibilidade de continuarmos pesquisando e aprofundando o espetáculo. Saímos mais fortes, continuamos a navegar nesse mar mesmo quando a maré não tá pra peixe.

1 Comentário:

Larissa Araújo disse...

Vida longa A Outa Cia de Teatro!

Voltei para Brasília leve, de branco... feliz por ter assistido essa peça azul profundo, ter dado um abraço no elenco e mais ainda por viajar nesse mar...

ou

Epáaaaa!

P.S. Estou acompanhando o trabalho de vocês, ficamos em contato, oka?

  ©Template by Dicas Blogger.

TOPO